Blog

Cana Braba, um drinque que é pura alquimia!

Por Cachaciê   •  31 outubro de 2018   •  Compartilhar

 

Neste 31 de outubro queremos fazer uma homenagem aos mixologistas e bartenders, que são alquimistas modernos.

 

Eles misturam ingredientes e desenvolvem muitas maneiras de fazer, com o objetivo de extrair o máximo de sabor e percepções sensoriais, para surpreender e encantar o cliente.

 

#FICADICA

 

Aprenda a preparar o Cana Braba, drinque criado pelo bartender Cássio Batista, que será servido hoje a noite no encontro da CONVIDA – Mulheres da Cachaça, em Belo Horizonte/MG, no Meetme.

 

O encontro é aberto ao público e misto (para homens, mulheres e afins…).

 

Sobre o Cana Brava

 

Muito antes de existir o chiclete havia a cana de açúcar, a goma de mascar natural. Mas certamente a versão plantada tem outras vantagens, e a principal delas é que se você fermentar o caldo da cana e depois destilar vira cachaça.

 

Foi justamente para homenagear a versatilidade da cana e ao mesmo tempo remeter à cultura de botecos de Belo Horizonte, que Cássio Batista criou o Cana Braba.

 

E o ponto de partida foi uma dose de cachaça armazenada em jequitibá. São 70 ml para garantir que o sabor principal seja mesmo o que vem do alambique. É sabor pra nenhum fã de cachaça botar defeito.

 

O ingrediente principal do Cana Braba é mesmo a cana de açúcar, que se apresenta de quatro maneiras: destilada na cachaça, no caldo de cana, no açúcar, e por fim no talo de cana caiana, para mascar no final.

 

A cachaça é a Guaraciaba, da cidade de mesmo nome, na zona da mata mineira, armazenada em dornas de Jequitibá Rosa (madeira nobre, de Lei).

 

O caldo ao mesmo tempo que suaviza a potência alcoólica, valoriza o sabor da marvada. Tem ainda o limão capeta, que é cítrico, mas com um aroma doce, equilibra o dulçor e amarra os demais sabores – tudo isso com mais personalidade. Pra finalizar, o manjericão traz seu aroma persistente e um toque refrescante.

 

A Receita do Cana Braba

  • 70 ml de Cachaça Guaraciaba armazenada em Jequitibá
  • 100 ml de caldo de cana
  • 30 ml de suco de limão capeta
  • Açúcar – 10 ml de xarope de açúcar
  • Folhas de manjericão
  • 1 talo de cana caiana

 

Modo de Fazer:

 

Em uma caneca esmaltada, coloque pedras de gelo inteiras, adicione a cachaça, o suco de limão capeta, o caldo de cana, o açúcar.

Mexa com uma colher bailarina de modo a homogeneizar as bebidas.

Decore com um talo de cana caiana e manjericão. Espalme um ramo de manjericão e aromatize a borda da caneca.

 

 

Sobre Cássio Batista

 

 

Especialista no atendimento em bares e restaurantes. Um talento que já foi reconhecido através da Medalha de Ouro, em Serviço de Restaurante N.8° Olimpíada do Conhecimento SENAI/SENAC. Mas a paixão pelo que faz vai muito além de prêmios.

 

Atua como chefe de bar no Meet Me at the Yard, como professor de cursos profissionalizantes e como consultor para bares e restaurantes. O começo dessa trajetória foi aos 18 anos no extinto O Dádiva, foi amor logo no primeiro balcão. Desde então, passou pelo pub de rock Rota 85 e mais uns anos como bartender autônomo em bares, restaurantes e eventos.

 

Aos cachaceiros e cachaceiras de plantão, o Cana Braba está na carta do Meet Me at the Yard, na categoria Brasilidades, ao custo de R$ 20. Uma potência mineira dentre os #365DrinquesDoBrasil.

 

Fonte: http://mixologynews.com.brMixology NewsMixology News – 06/07/2018