Blog

Quem disse que produzir cachaça é coisa de homem não conhece Maria Izabel: Festival da Cachaça de Paraty chegando, não deixe de conhecer a produtora mais famosa do Brasil

Por Cachaciê   •  31 julho de 2018   •  Compartilhar

“A vista é linda, a cachaça extremamente saborosa e o bate papo com a Maria Izabel… Ah… este não tem preço.” (Kelly Costa)

Festival da Cachaça de Paraty chegando e estou aqui recordando como foi minha experiência por lá, em 2017, quando fui para conhecer o evento e também a região.

Entre os lugares que fui o que mais gostei e tenho saudade, quero voltar, foi no Sítio Santo Antônio onde conheci a querida Maria Izabel. Sinto saudade do lugar que é lindo, à beira da baía de Paraty e bater um papo, sem pressa, com a querida Maria Izabel.

Confesso que cheguei com um pouco de receio porque um amigo tinha dito que o alambique, além de ser meio afastado, Maria Izabel era meio reservada. No entanto tive duas surpresas: minha vontade era tanta de conhecer Maria Izabel que, sem saber, me hospedei ao lado, na Pousada Bella Mar, e o melhor, ela é super simpatica, recebe a todos com uma calma e diante de um cenário lindo com vista para o mar.

Fui acompanhada pelo meu marido (Billy), que também faz as vezes de cinegrafista e por mais duas amigas da Convida – Confraria Mulheres da Cachaça (Tânia Macedo – também acompanhada do esposo dela Vaguinho) e a Alexsandra (Cachaça Pardin), passamos uma tarde bem agradável, com Maria Izabel nos contando detalhes do processo de fabricação da cachaça que ela produz e que faz tanto sucesso entre os turistas e os mais rigorosos apreciadores do nosso destilado.

“O alambique Maria Izabel, com certeza, é um lugar que vale a pena ir todas as vezes que visitar Paraty, principalmente, pela pessoa maravilhosa que ela é”, declara Tânia.

Numa estrutura pequena, como a maioria dos produtores artesanais, o lugar é impecável, tudo organizado e limpinho. Aliás, ela nos contou muito feliz que foi certificada pelo SEBRAE já na visita de avaliação para identificar a necessidade de uma consultoria.

Além da área reservada para a produção da cachaça, tem um espaço onde Maria Izabel recebe os visitantes e deixa expostos vários produtos para venda: todos os tipos de cachaças dela, peças de decoração feitas por artistas regionais e agora também tem o meu livro “Caipirinhas: 60 Receitas Testadas e Aprovadas”.

Dona de uma simplicidade sem fim e conhecimentos também, Maria Izabel recebe todos os visitantes, faz a degustação explicando sobre cada sabor, faz o tour pelo alambique e realiza as vendas. Tudo com muito carinho e dedicação que impressionam. O ritmo das visitas é constante, entra um grupo e sai outro, o tempo inteiro e ela sempre atenciosa, compartilhando boas histórias.

Maria Izabel sem segredos – No bate papo, tudo que lhe perguntam ela responde sobre os detalhes da produção da cachaça dela. Aliás, o que acho mais rico em todos os produtores de cachaça é que eles não se vêem como concorrentes, mas sim como aliados na propagação de sabores da cachaça. Um ajuda muito o outro, como corrigir acidez, usar o fermento e tantos outros detalhes.

(foto 7262)

Nossa visita à Maria Izabel foi num fim de tarde, a luz não ajudou muito, também confesso que travei e não consegui fazer uma entrevista como Maria Izabel merece, mas mesmo assim fiquei muito feliz com o encontro.

Em breve, voltarei, inclusive para gravar dicas de caipirinhas no deck do sítio dela, que tem uma localização previlegiadíssima. Aliás, falando em vídeos com dicas de caipirinhas, mesmo no improviso fomos cara de pau e gravamos uma receita que ficou deliciosa e até Maria Izabel provou e aprovou.

Caipirinha Maria Izabel

Veja o vídeo com o passo a passo: https://youtu.be/xCdoXUH2GCE

Os ingredientes escolhidos foram Mexerica e Canela, usando a cachaça Jequitibá, que é a preferida dela e para esta caipirinha demos o nome aqui de Caipirinha Maria Izabel, em homenagem à esta famosa e inspiradora mestre alambiqueira.

Livro “Caipirinhas: 60 Receitas Testadas e Aprovadas” X Maria Izabel – Apresentei pessoalmente o nosso livro e ela adorou, rendeu muitos elogios e fez questão de ser um ponto de venda, uma honra para mim. Agora, para nossa alegria, quem vai ao alambique de Maria Izabel também pode adquirir as nossas 60 dicas de caipirinhas e ainda mais: história da caipirinha, um pouco sobre os tipos de cachaça, legislação e muito mais, tudo bilingue.

Sobre o Festival da Cachaça de Paraty – 2018

A 36º Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty será de 16 a 19 de agosto de 2018. Com abertura oficial dia 16, no areal do Pontal.

Realizado desde 1982, quando o evento começou tinha como nome “Festival da Pinga e Produtos Típicos de Paraty” e tornou-se um dos eventos mais tradicionais da cidade, atraindo um grande público de várias regiões do Brasil e até do exterior.

Sobre a Autora

Kelly Costa é jornalista pós-graduada em comunicação corporativa. De apreciadora de caipirinha, agora atua como Caipi Chef, como ela se entitula por se dedicar somente às experiências e estudos sobre caipirinha. Ela tem uma coluna mensal no Portal Cachaciê (www.cachacie.com.br), é autora do Blog Caipirinha Prendada (www.caipirinhaprendada.com.br) e do Livro Caipirinhas – 60 Dicas Testadas e Aprovadas; e administradora das respectivas redes sociais @caipirinhaprendada / (11) 9 8119-0366 / rodavt.comunicacao@gmail.com