Notícias

Blitz Cachaciê – Via Cristina

Por Cachaciê   •  16 março de 2017   •  Compartilhar

Nosso destino hoje é o Via Cristina, uma tradicional cachaçaria e casa de carnes da capital mineira. Um lugar muito especial, que merece uma visita.

A Blitz Cahaciê comprovou o que muitos já sabem. Aqui tem cachaça boa, tem cachaça legal. Um estante exibe um imponente acervo com 909 rótulos da bebida. Boa parte garimpada pelo dono, Miguel Murta, entre produtores da região de Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, onde mora a família de sua mulher Isabel. É o caso da Dama de Ouro, envelhecida no tonel de carvalho por dez anos. Da cidade de Salinas, há marcas premiadas, como Havana, Anísio Santiago e muitas outras muito boas e bem mais populares. Além da variedade, a didática e organizada carta de cachaça especifica a gradação alcoólica de cada marca e dá informações de origem e cor – um instigante convite à degustação da mais brasileira das bebidas.

Cachaciê – Quando o Via- Cristina foi inaugurado?

Miguel e Isabel – Em 1989. Desde então, evoluímos e ampliamos o nosso negócio. Em 2010 o Via Cristina foi totalmente reformado e ganhou mesas também em um terraço ao ar livre e espaço kids.

 

Cachaciê – Como surgiu a ideia de um Bar com espaço especial para a cachaça?

Miguel e Isabel – Somos da região de Salinas, especificamente da cidade de Araçuaí. Como apreciadores de cachaça, a valorização e criação de um espaço especial para a bebida foi natural.

 

Cachaciê – Quantos rótulos há na carta de cachaça de vocês?

Miguel e Isabel – Temos orgulho de nossa Carta de Cachaça. Hoje ofertamos 909 rótulos.

 

Cachaciê – O foco são as cachaças de MG ou tem também de outros Estados?

Miguel e Isabel – Temos cachaças de várias partes do Brasil, mas 90% dos nossos rótulos são de Minas Gerais. Só de Salinas temos mais de 200 cachaças.

 

Cachaciê – Como vocês escolhem os rótulos?

Miguel e Isabel – Procuramos diversificar bastante. Não temos um critério definido. Se a cachaça é boa a gente incorpora. Somos clientes do Oswaldo da Distribuidora Savana e lá tem muitas opções. No entanto, tem uma situação bem interessante, muitos clientes trazem cachaça pra gente, isso ajuda a ter uma carta ainda mais ampla.

 

Cachaciê – A venda é de dose e garrafa?

Miguel e Isabel – Mais a dose. Temos a Tábua de Cachaça, que vem com seis marcas, ½ dose de cada, à escolha do cliente. As turmas pedem e podem experimentar e eleger a de sua preferência. É mais raro uma mesa comprar a garrafa.

 

Cachaciê – Em se tratando de cachaça, qual sai mais?

Miguel e Isabel – Os clientes pedem bastante as da Região de Salinas. Incentivamos que olhem a carta de cachaça, assim podem ver todas as opções que ofertamos.

 

O que sai mais, as brancas ou amadeiradas? 

Miguel e Isabel – As amadeiradas. E as brancas para drinks.

 

Cachaciê – A escolha dos consumidores passa pela questão preço? 

Miguel e Isabel – Sem dúvida. A não ser clientes estrangeiros, que geralmente querem conhecer as mais famosas e não levam tanto em conta o valor da dose.

 

Cachaciê – Para vocês a sofisticação e inovação na embalagem – garrafa, rótulo, caixa – interfere na escolha do cliente?

Miguel e Isabel – Sem dúvidas. Os clientes se encantam pelas garrafas, não só por seu conteúdo. Teve uma vez que um cliente gostou tanto da garrafa de uma cachaça, que propôs comprar as doses restantes e a levou para casa. No entanto, em noite de casa muito cheia fica difícil o garçom levar à mesa as garrafas.

 

Cachaciê – Vocês têm também no cardápio drinks a base de cachaça?

Miguel e Isabel – Sim. Além da caipirinha, que é a que mais sai, temos drinks com outras frutas.

 

Cachaciê – Vocês tem algum prato a base de cachaça? Quais?

Miguel e Isabel – Já tivemos, mas neste momento não. Temos o torresmo na brasa que é tradicional e delicioso, muito pedido para acompanhar as cachaças.

 

 

Serviço:

Lugar: Via Cristina, casa de carnes e cachaçaria

Onde: Belo Horizonte/MG/Brasil – Rua Cristina, 1203, Bairro Santo Antônio

Horário de funcionamento: De terça a sexta-feira, de 18h às 00h. Sábado 11h às 00h. Domingo, de 11h às 18h.

Contato: www.viacristina.com.br – Facebook/viacristina – (31) 3296-8343.